Vida em condomínio:

como aprender a lidar com isso

 

Só quem mora sabe como a vida em condomínio pode ser bastante difícil, sendo necessário ter uma certa paciência e até mesmo determinadas privações – afinal, com tantas pessoas residindo em um mesmo ambiente fazer valer a boa convivência exige uma boa quantidade de empenho!

Isso porque são inúmeros tipos de personalidades, experiências de vida distintas e mais uma série de fatores que pode acarretar problemas para manter a paz e harmonia tão almejadas por muitos!

Saber como de fato lidar tais diferenças é de suma importância para se garantir que se tenha uma rotina diária realmente tranquila e sem a eminencia de conflitos – algo bastante comum em diversos condomínios!

Mas, para que isso seja possível, é importante levar sempre em consideração algumas medidas básicas, porém, essencialmente importantes e beneficias para um convívio realmente qualitativo para todos!

Agradar todo mundo é algo praticamente impossível, e saber ponderar o que se deseja perante a necessidades do próximo significa abrir mão das vontades próprias e olhar para o coletivo!

Mas, infelizmente sabemos que isso não é algo que acontece corriqueiramente – e por isso as regras e ponderações precisam ser consideradas acima de qualquer coisa.

O grande ponto positivo de tudo isso é que algumas dicas ajudam a fazer com que isso seja definitivamente válido!

Quer saber quais são elas? Então confira as principais no decorrer desse conteúdo agora mesmo!

Vida em condomínio

Vida em condomínio

Vida em condomínio – o bom convívio depende de cada um e não somente do corpo da administração!

Pode parecer bobagem, mas se todos nós nos prontificarmos a fazer a diferença, certamente ela será possível; é uma questão de se empenhar, respeitar e claro, querer!

Um dos pontos que mais desperta queixas no convívio nesses ambientes são os famosos vizinhos barulhentos; há quem perca o sono por conta de pessoas que não sabem colocar em prática o respeito mútuo.

Nesse aspecto, é valido salientar alguns pontos importantes; o ideal é contar, acima de tudo, com o senso, pois isso ajudará a evitar que se perturbe o sossego dos demais moradores.

Se por ventura houver qualquer duvida relacionada aos limites de horários, por exemplo, é importante sempre se apoiar nas normas estabelecidas pelo condomínio!

E quando o assunto se refere à animais de estimação? Sabia que a regra do silencio também vale para eles? Se a sua resposta foi não, saiba que muitos não tem conhecimento acerca desse ponto.

Aqui o ideal é que o proprietário do pet procure entender o motivo dele estar tão agitado e latindo com elevada frequência.

Quando for levar o bicho de estimação para passear, procure sempre mantê-lo na coleira e usar o elevador de serviço – e se o peludo acabar fazendo suas necessidades em qualquer área comum do condomínio, a regra é uma só: limpar imediatamente!

Como proceder com a rotina das crianças!

Para quem tem filhos, há algumas regras básicas e necessárias; crianças devem estar sempre sob responsabilidade dos adultos.

Eles podem sim sair para brincar nas dependências do condomínio, isso é até saudável, mas é importante ficar alerta às regras; as crianças devem brincar nas áreas destinadas para tal, como os parquinhos, a piscina, a quadra, entre outros locais que sejam direcionados para essa finalidade.

Fique sempre de olho e oriente os pequenos para que eles não acabem perturbando outras pessoas em meio às suas estripulias; estacionamento, por exemplo, não é local de crianças brincar, muito menos o elevador!

Para manter os ambientes limpos é importante contar também com a colaboração dos próprios moradores!

Cada morador tem a responsabilidade de contribuir para que todos os ambientes do condomínio se mantenham limpos!

Hábitos que parecem inofensivos podem causar um grande transtorno para muitos moradores; jogar a bituca de cigarro pela janela por exemplo, não somente pode sujar a casa do seu vizinho, como também acarretar maior perigo para casos de incêndio.

Qualquer lixo não pode, e nem deve ser lançados livremente pela sua janela! O mesmo vale para as demais áreas comuns do ambiente.

Na hora de colocar seu lixo na lixeira também certifique que o mesmo esteja bem fechado, pois isso evitar a incidência de odores mais fortes e desagradáveis!

Se um condomínio conta com áreas comuns, como piscina, salão de festas, churrasqueira, academia, ou outros itens, sempre se atente ao respeito das normas estabelecidas pela administração.

Ser cuidadoso com os equipamentos é primordial, afinal, você compartilha eles com outros moradores e também está zelando por algo que é pago todos os meses por você mesmo!

A vaga de garagem não é deposito! Ela serve apenas para parar o seu veiculo, portanto respeite o espaço, evite usar a buzina e use farol baixo; e em caso de um acidente, como acabar riscando o carro de um vizinho, assuma a responsabilidade!

Essas são algumas dicas para que a vida em condomínio seja bem melhor!