Considerado um dos bens mais preciosos da natureza, fundamental para a existência da vida, a água precisa ser utilizada por nós com muito cuidado, pois é um recurso cada vez mais escasso no mundo. Fazer economia de água, que é um recurso não renovável, é fundamental!

Aqui no Brasil, sofremos recentemente com a falta de chuva, o que levou uma boa parte dos reservatórios de água do país a entrarem em volume morto. Embora hoje esta situação esteja melhor do que em anos anteriores, preservar a água é um dever que todos nós como cidadãos devemos praticar.

Todos devemos fazer a nossa parte e quando moramos em condomínio podemos ter uma noção maior de que a soma de cada esforço individual pode fazer uma grande diferença no coletivo. Apesar de ser o segundo maior gasto dentro de um condomínio, as pessoas em geral não dão muito valor a economia de água, pois este é um bem relativamente barato em nosso país, pois as empresas de abastecimento cobram somente pelo consumo da água e não incluem o fato da mesma ser um recurso natural.

Especialistas no assunto indicam algumas atitudes que podem não só a ajudar no consumo consciente da água, mas também na economia na conta no final de cada mês. Desta forma, cria-se uma relação ganha-ganha entre o meio ambiente e as contas do condomínio. Abaixo, vamos passar algumas destas dicas e descrever cada uma delas:

  1. Campanha de conscientização do uso da água entre os condôminos

Utilizar a área em comum do prédio para fazer campanhas, cartazes sobre o consumo consciente de água. Informe que o uso de eletrodomésticos como máquina de lavar louças e máquina de lavar roupa são amigos da economia de água, mas somente se forem utilizados em sua capacidade total, ou seja, esperar até o final do dia para acumular roupas e louça é uma ótima saída. Inclusive a água perfumada que é dispensada pela lavadora de roupas pode ser reutilizada para lavar o piso frio da casa ou apartamento.

Lembre aos moradores que os hábitos de higiene pessoal também podem se transformar em grandes agentes do desperdício. Na hora de escovar os dentes ou fazer a barba, a torneira deverá permanecer fechada. Um banho de cinco minutos é o suficiente para uma boa higiene e o registro deverá permanecer fechado enquanto o sabonete e o shampoo são utilizados.

Já na cozinha, o ideal é separar toda a louça por categorias e fechar a torneira enquanto estiver usando o detergente. Existem também dispositivos de baixo custo e fácil instalação que podem ser utilizados nas saídas das torneiras que reduzem a vazão da água sem prejudicar o seu uso, reduzindo consideravelmente o consumo.

  1. Individualização de hidrômetros

A substituição da conta de consumo do condomínio pela de consumo individual, é uma ótima ação para a utilização consciente da água. As pessoas tendem a não ter controle sobre aquilo que não é mensurado, principalmente se não sofrem a consequência direta sobre isso. Com a cobrança individual, cada morador controla melhor os seus gastos, como faz com outras contas de consumo. A partir de 2021 este método será obrigatório para novas construções e embora não seja para prédios mais antigos, a procura por este dispositivo, que economiza até 25% de água, está cada vez maior.

 Cuidados nas áreas de uso coletivo

Se o seu condomínio possui piscina, sabia que boa parte da água utilizada é perdida na evaporação? A utilização de uma capa não só desacelera esse processo como também mantém a qualidade da água, pois diminui o acúmulo de poeira e folhagem, que obrigam a trocas mais constantes da água.

Os cuidados com o jardim do condomínio também podem ser reduzidos. Regar em dias alternados nos períodos mais frios e  de manhã ou do inicio da noite nos dias mais quentes reduz a evaporação e melhoram a absorção pelas plantas. Prefira o regador à mangueira. Esses pequenos gestos podem render uma economia de aproximadamente 100 litros diários de água.

Para limpar áreas como calçadas e quintal, a vassoura funciona como excelente substituto da água. Não é necessário utilizar água do condomínio para a limpeza destas áreas. Uma boa dica é criar uma estrutura para captar água da chuva para estes fins. Existem construções onde a água da chuva é totalmente reutilizada para o uso na descarga dos apartamentos.

  Se seu condomínio permitir, defina regras para a lavagem dos carros. Determine a utilização de panos úmidos e baldes em substituição à mangueira, que tem um nível de desperdício muito maior.

Por fim, fique atento aos vazamentos existentes no condomínio. Normalmente são problemas de baixo custo para solução, mas que podem causar problemas muito maiores caso não sejam tratados a tempo. Além é claro do desperdício de água que ocorre de maneira invisível.